O Livro de Cozinha de Infanta D. Maria

O Livro de Cozinha de Infanta D. Maria (neta do rei D. Manuel I) é um manuscrito do século XV que se encontra na Biblioteca de Nápoles. Tido como um dos documentos mais relevantes da nossa história gastronómica é considerado o mais antigo livro de receitas portuguesas conhecido. Além de receitas tem referências a diversas práticas, utensílios e usos da épocas. Este prontuário da cozinha contém 67 receitas separadas por 4 secções manjares da carne, ovos, leite e conservas. Fazia parte da pequena biblioteca pessoas da infanta que certamente o levou para colmatar as saudades das terras lusas, aquando o seu casamento em Bruxelas com Alexandre Farnesio, 3º Duque de Parma, Piacenza e Guastalla. O manuscrito não está assinado, nem tem data, não foi redigido para ser um compêndio gastronómico, mas sim o registo gradual de informação útil e experiente de uma família e de uma casa. 
O registo seguinte conhecido de um documento de receitas portuguesas, “A Arte de Cozinha” de Domingos Rodrigues, data de 1680, mais de um século depois.

#festivaldacomidaesquecida #forgettenfoodfestival #365algarve #qrer#comidaesquecida #arturpastor 365 Algarve QRER – Coop. para o Des. dos Territórios de Baixa Densidade Barroca – produtos culturais e turísticos Alexandra dos Santos Design Pedro Bartilotti

 

Write a comment
X